Imóveis

Como montar e usar sua reserva de emergência para comprar um imóvel?

Para quem deseja adquirir um imóvel junto à imobiliária, a reserva de emergência é primordial, principalmente quando o método de pagamento é o financiamento. Afinal, ela ajuda a prevenir problemas financeiros, visto que imprevistos e acidentes podem acontecer e você não estar preparado. Nesse sentido, antes mesmo de começar a procurar por apartamentos, é importante iniciar sua reserva, garantindo maior tranquilidade e estabilidade.

Por mais que pareça algo difícil, é bem simples iniciar esse planejamento. Mas, se você não sabe como, não se preocupe. Continue acompanhando o post de hoje e veja como montar sua reserva de emergência para comprar um imóvel ou apenas ter mais segurança financeira. Vale frisar que é de suma importância avaliar todos os aspectos da compra, inclusive os documentais, assim, recomendamos que, ao encontrar o seu imóvel, peça auxílio a um advogado em Jaraguá do Sul para que o mesmo possa avaliar a documentação, caso esteja em outra cidade, um advogado online poderá também prestar este serviço.

O que é a reserva de emergência?

Em resumo, a reserva de emergência nada mais é do que a quantidade de dinheiro que uma pessoa tem disponível para utilizar em imprevistos, como perder o emprego, por exemplo. Nesse sentido, ela não deve ser utilizada para comprar no dia a dia, somente em casos inesperados.

É importante deixar claro que não é simples colocar em prática o fundo, visto que muitas pessoas acreditam ganhar pouco e, por isso, não conseguem destinar a quantia adequada. Contudo, com planejamento e disciplina, é possível começar a montar a sua.

Por que a reserva de emergência é importante?

Ela é primordial para quem deseja ter segurança financeira, pois imprevistos acontecem e é importante estar preparado. Problemas na casa ou no carro, por exemplo, não estão dentro do orçamento mensal da família e para resolvê-los, a reserva será essencial, evitando comprometer a saúde financeira.

Além disso, para quem quer comprar um apartamento ou casa, ela também é fundamental, pois as parcelas do financiamento se estendem por muitos anos e ficar inadimplente não é uma alternativa interessante, visto que o imóvel pode ser tomado. Portanto, é recomendado que antes de comprar um imóvel, você tenha uma reserva de emergência que te mantenha por, pelo menos, seis meses.

Como montar sua reserva de emergência?

Depois de entender a importância da reserva de emergência, é hora de colocar em prática o planejamento. É importante ter disciplina e para isso, seguir um passo a passo. Então, confira abaixo como montar a sua:

Calcule o valor

O ideal é que a reserva de emergência tenha, pelo menos, um valor equivalente aos seus gastos por seis meses. Para saber o valor ideal para seu fundo, você precisa realizar alguns cálculos, como somar as despesas fixas e estabelecer uma média para contas variáveis, e multiplicar o valor por seis meses.

Monte o planejamento

Em seguida, elabore seu planejamento, ou seja, identificando o quanto gasta e quanto ganha por mês. Afinal, a partir disso, poderá saber quais itens podem ser cortados ou o que pode fazer para ganhar mais dinheiro, a fim de destinar os recursos para sua reserva de emergência.

Entenda o que é necessário

Depois de elaborar seu planejamento financeiro, você deve verificar quais itens são essenciais e o que pode ser cortado do orçamento. Para isso, liste todos eles em ordem decrescente, pois assim saberá onde está colocando mais recursos e se existe a possibilidade de retirar o item sem que haja problemas.

Obviamente, gastos essenciais como aluguel, água, energia elétrica e internet não podem ser cortados, mas é possível tomar algumas atitudes para diminuir os valores.

Além disso, não deixe de conversar com sua família para entender a dinâmica e não prejudicar ninguém, pois assim todo mundo pode contribuir.

Crie metas

Não se esqueça de criar metas para conseguir economizar, pois assim é mais fácil de entender o que realmente precisa ser feito. Contudo, é importante que você consiga estabelecer metas alcançáveis, ou seja, ser realista para que você não desanime, caso não consiga atingir os objetivos determinados.

Não compre por impulso

Existem muitos gastos supérfluos no orçamento de todas as pessoas e você já sabe que precisa abrir mão deles. Contudo, existe um grande problema que é comprar por impulso. Afinal, o consumismo é um problema da sociedade atual e não é incomum encontrar pessoas com produtos e serviços desnecessários. Portanto, faça um trabalho de autoconhecimento e comece a pensar no que realmente precisa antes de comprar.

Tenha disciplina

Por fim, mas não menos importante, a disciplina é primordial para quem está montando sua reserva de emergência e sabemos que essa é a parte mais difícil. Sendo assim, nossa dica é que você sempre se lembre do porquê está montando sua reserva, ou seja, tenha um propósito. Além disso, tenha em mente que os resultados não são imediatos e você não pode desistir no primeiro erro ou dificuldade.

Então, agora que você sabe mais sobre a importância da reserva de emergência e como montar a sua, já pode colocar nossas dicas em prática. Lembre-se que o planejamento é simples, mas é primordial ter disciplina e entender seus objetivos para conseguir atingir bons resultados.

+ posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

÷ 2 = 2