Comissão de Venda de Imóveis: Como Calcular o Valor?

Comissão de Venda de Imóveis

A remuneração de um corretor de imóveis está diretamente relacionada ao valor da comissão de venda de imóveis, um valor pago ao profissional referente à prestação de seus serviços. Cabe ao vendedor se responsabilizar pelo pagamento desta quantia, uma vez que foi ele que contratou os serviços de divulgação e captação de clientes interessados na compra.

A comissão de venda de imóveis é sempre definida por um percentual. Isso significa que, quanto maior o valor do imóvel que foi negociado, maior será a quantia recebida pelo corretor de imóveis. Em muitas situações, a quantia referente à comissão já está embutida no valor de oferta do bem, sendo arcada pelo comprador.

Como é definido o percentual da comissão de venda de imóveis?

O valor da comissão de venda de imóveis é definido pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI), o órgão responsável pela regulamentação da profissão dos corretores imobiliários no Brasil. Como o nome indica, este é um órgão regional, e cada estado pode definir seu próprio percentual de comissão.

No estado de São Paulo, por exemplo, a tabela referencial de honorários estipula que a venda de imóveis deve destinar entre 6% e 8% do valor de negócio ao corretor. A definição de uma porcentagem padrão para a comissão de venda de imóveis é importante para proteger tanto corretor como proprietário, evitando que um dos lados seja lesado na negociação.

Como calcular a comissão de venda de imóveis?

Além de ser variável de acordo com a região, o valor da comissão referente à venda de um imóvel depende das características deste bem. Ainda levando em consideração os percentuais definidos pelo CRECI do estado de São Paulo, os valores-base são:

  • Imóveis rurais: 6% a 10% de comissão;
  • Imóveis urbanos: 6% a 8% de comissão;
  • Imóveis industriais: 6% a 8% de comissão;
  • Venda judicial: 5% de comissão;
  • Venda de empreendimentos imobiliários: 4% a 6% de comissão.

Para calcular a comissão de venda de imóveis, basta aplicar o percentual de referência ao valor do imóvel em questão.

Como fica a comissão quando há uma imobiliária envolvida?

Nos casos em que o corretor de imóveis trabalha em uma imobiliária, a comissão pode ser dividida: metade para a empresa, enquanto a outra metade é fracionada entre o profissional que realizou a venda e o profissional que captou o imóvel e o colocou para ser vendido na imobiliária. Este é o modelo padrão, mas pode haver diferentes políticas em casa empresa.

Independentemente da política adotada na imobiliária, o valor que é repassado para o cliente não deve sofrer alterações. O percentual definido pelo CRECI do estado deve ser sempre respeitado.

Lidando com as oscilações do mercado

Uma vez que o valor recebido pelo corretor de imóveis é proporcional às suas vendas, é importante que este profissional saiba como se planejar para lidar com as oscilações de mercado. Isso significa que um mês pode ser excelente, com uma elevada comissão de venda de imóveis, enquanto o mês seguinte pode ser mais fraco.

Cabe ao corretor saber planejar suas vendas de maneira eficiente, além de saber como organizar suas finanças de maneira coerente.

Leia Também:

COMO A TECNOLOGIA PODE AUXILIAR A GESTÃO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL?
3 DICAS DE COMO MANTER O RELACIONAMENTO COM CLIENTE NA CONSTRUÇÃO CIVIL
QUAIS AS MELHORES CIDADES DA REGIÃO SUL DO BRASIL PARA MORAR?

Website | + posts

Corretor de imóveis, apaixonado por informação, criador do blog Minha Casa Minha Vida

Deixe seu comentário

38 − = 32

%d blogueiros gostam disto: