Imóveis

Arquitetura biofílica: conheça a tendência mundial que chegou na Praia Brava

É fato que o mercado imobiliário vem se transformando a cada dia que passa, a fim de atender às novas demandas e comportamento da sociedade. Nesse sentido, uma tendência mundial é a arquitetura biofílica, que chega por primeiro na Praia Brava, trazendo ainda mais inovação aos apartamentos da região. É claro que a imobiliária uma imobiliária na Praia Brava tem informações exclusivas e em primeira mão sobre o assunto e você pode entrar em contato conosco para saber um pouco mais sobre esse novo projeto.

Mas, antes disso, que tal entender o que de fato é a arquitetura biofílica e porquê ela vem atraindo cada vez mais a atenção dos consumidores? Continue acompanhando o post de hoje e saiba tudo sobre o assunto.

O que é arquitetura biofílica?

Quando imaginamos um cenário que transmite tranquilidade, a primeira imagem que nos vem à mente é algo envolvendo natureza, certo? Isso não é à toa, visto que muitos estudos revelam que a presença de verde em um local promove não apenas sensação de relaxamento, mas também bem-estar, saúde e conforto emocional. Nesse sentido, projetar ambientes que conectem pessoas à natureza se tornou uma tendência muito utilizada por arquitetos e designers, popularizando o termo arquitetura biofílica ou design biofílico.

O termo biofilia pode ser traduzido como “amor às coisas vivas” e vem do grego antigo. Ainda que o termo seja recente e tornando-se uma tendência gradual na arquitetura e design de interiores, ele foi utilizado pela primeira vez em 1964 e depois popularizado nos anos 80 pelo biólogo Edward O. Wilson. Foi ele quem identificou como a urbanização promove uma forte desconexão com a natureza.

Sendo assim, o princípio básico da biofilia nada mais é do que conectar seres humanos com a natureza e os arquitetos promovem isso ao integrar a natureza em seus projetos. Como consequência, cada vez mais prédios corporativos, universidades, hotéis, hospitais e edifícios buscam esse tipo de solução. Isso estimula o sentimento de tranquilidade e satisfação de seus funcionários, clientes e pacientes. 

Então, a principal estratégia e incorporar as características da natureza aos espaços construídos, com elementos como água, luz natural, madeira, pedra e, claro, plantas.

Por que a biofilia é uma tendência mundial?

Quando incorporada em edifícios e salas, a biofilia promove sensação de calmaria e bem-estar, mas mais do que isso, estimula a produtividade, aprendizado e criatividade. Inclusive, o contato com a natureza impacta até mesmo o desenvolvimento infantil, aguçando a imaginação, interação social, além de reduzir distúrbios de déficit de atenção.

Segundo um relatório divulgado pelo Human Spaces, 15% dos indivíduos que trabalham em ambientes que abrigam elementos naturais apresentam nível de bem-estar maior quando comparado aos que não possuem nenhum contato com a natureza no espaço trabalho.

Portanto, a tendência é que os projetos biofílicos estejam cada vez mais presentes em ambientes de trabalho, edifícios e residências, estimulando a produtividade e criatividade, além de reduzir níveis de estresse nos funcionários.

A biofilia na arquitetura

A biofilia pode ser introduzida na arquitetura de várias formas diferentes. Confira abaixo algumas deles:

Telhado ou fachada verde

Fachadas e telhados verdes não somente trazem a oportunidade para se conectar à natureza, mas também melhoram o meio ambiente como um todo. Isso porque, a parede normal recebe uma parede viva por cima, composta de plantas que podem ajudar a reduzir o efeito da ilha de calor urbano. Além disso, graças à fachada biofílica, os apartamentos ficam mais frescos quando o tempo está muito quente.

Jardim vertical

Extremamente versátil, o jardim vertical pode ser utilizado em diferentes espaços e com várias espécies de plantas, tanto no interior quanto exterior do ambiente.

Materiais naturais

Materiais como madeira, pedra e bambu são ótimos elementos no design biofílico, promovendo efeitos como relaxamento, conexão visual e emocional com a natureza.

Iluminação natural

A iluminação natural precisa ser na medida certa, nem muito baixa e nem em excesso. Nem sempre as janelas e coberturas dão conta do recado, sendo necessário utilizar outras alternativas, como implementação de tubos solares ou átrios de vários andares. 

Qualidade do ar e ventilação

Janelas, portas de correr para áreas externas, claraboias ou sistemas HVAC ajudam a promover uma troca de ar saudável aos ambientes. Além disso, com a fachada biofílica, como falamos os ambientes dos apartamentos ficam mais frescos.

Então, agora que você sabe mais sobre o que é a biofilia e como ela pode ser muito bem aproveitada na arquitetura, já entende que promove benefícios incríveis aos indivíduos. Além disso, também promove impactos à região em que está localizada. Nesse sentido, a novidade que está chegando à Praia Brava não poderia ser mais interessante, contando ainda com um sistema de irrigação automatizado e extremamente moderno.

+ posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

98 ÷ = 14