Como financiar imóvel?

“Em momentos de crise, saber que meu apartamento é meu de verdade é tranquilizador”. Esta frase é de uma jovem que está prestes a se casar e financiou o valor do seu apartamento. Ela reflete bem o pensamento de todas as pessoas que procuram informações sobre como financiar imóvel.

Para a noiva em questão, esse é o maior investimento que ela e o noivo já fizeram na vida. E, geralmente, investir num imóvel é realmente um passo importante para muitas pessoas. Envolve compromissos e responsabilidades. Mas, afinal, como financiar imóvel, seja em uma compra direta com a construtora, ou até por intermédio de uma imobiliária em Jaraguá do Sul.

Funciona assim: a instituição financeira paga ao vendedor o valor total do imóvel e o comprador paga ao banco que quitou sua dívida. Existem diferentes tipos de financiamentos: utilizando os recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) ou diretamente com a construtora.

Enquanto o comprador estiver com a dívida com o banco ele não pode vender, ou fazer qualquer tipo de negociação com o imóvel. Como envolve não só dinheiro, mas também sonhos, é preciso ficar atento a uma série de condições, detalhes e armadilhas.

Muitas negociações não são feitas diretamente com o banco

Diversos bancos oferecem financiamento habitacional, mas quem quer saber como financiar imóvel pode achar estranho quando uma outra empresa especializada é quem toma a frente das negociações. Não se assuste, a prática é comum. Os bancos costumam contratar empresas para facilitar a vida dos clientes, reduzir os custos de toda a negociação e cuidar da documentação.

É preciso ficar esperto com essas empresas, pois muitas vezes, elas negociam diretamente com o comprador e oferecem muitas opções de financiamento. Por isso, quem procura informações sobre como financiar imóvel é importante ter bem em mente o orçamento da família, o tipo de imóvel que está querendo comprar e as facilidades da proposta de cada instituição financeira (taxas, condições de pagamento, juros, duração do contrato, quanto pode ser financiado).

Como financiar imóvel: documentos e avaliação

Prepare-se para ir atrás de documentação. Primeiramente, é feita uma avaliação no Serasa ou SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). Num primeiro momento, também exige-se do candidato ao crédito a entrega dos originais e cópias (quem é casado precisa entregar originais e xerox dos documentos do casal) do RG, CPF, comprovante de estado civil e de renda. A comprovação da renda é fundamental para avaliar a capacidade de pagamento das prestações que não podem ultrapassar 30% do valor do rendimento bruto da família. O que pode servir como comprovante de renda:

  • Extrato bancário
  • Contracheque
  • Declaração de imposto de renda

 

Mesmo autônomos ou quem não possui conta em um banco pode sonhar em conseguir um financiamento para o imóvel dos sonhos. Alguns bancos possuem uma ficha cadastral e o candidato ao crédito passará por uma avaliação direta com o gerente que avalia cada caso individualmente.

Depois de toda essa avaliação documental, o banco autoriza uma empresa, engenheiro, arquiteto ou outro profissional a fazer a avaliação do imóvel escolhido pelo comprador. Essa avaliação tem como objetivo confirmar o valor do imóvel em questão.

Neste ponto, a negociação parte para a elaboração do contrato. A instituição financeira, com todos os dados, valores e documentos em mãos, prepara o contrato que deverá ser assinado pelo comprador e pelo vendedor. Neste momento, o comprador deverá levar o contrato para ser registrado em cartório e devolvido à agência bancária. Ocorrendo tudo dentro do previsto, o crédito é liberado para o vendedor e o comprador passa a quitar as prestações com o banco.

+ posts

Deixe seu comentário

1 × 9 =

%d blogueiros gostam disto: